Logradouros | Casario da Castanhola | CRSL*

ANOS 80
SD Casario serve de cenário nos carnavais do Sambalogia: Destaque-se a castanhola na casa de Duda. ACERVO: Jailson Andrade. TRATO: Evaldo Brasil.

INSTANTES FINAIS

Sei com tristeza
Que meus minutos e segundos
Estão contados
O prólogo da minha existência é iminente.
De nada me valerá esse sol,
Esse céu, essa clorofila...
Eu vou morrer!

Uma dor me dilacera
Como a lâmina aguçada
Que podará meus galhos;
Como o machado às mãos
De qualquer um que ferirá meu tronco.
Golpeado, impiedosamente golpeado,
Eu tombarei sem vida,
Como qualquer coisa que desmorona.

Nessa angústia que fere
Ainda lembro...
Protegeste-me os galhos tênues e magrinhos
Contra a depredação.
Eu era importante
Era apenas eu, o único ornato de tua casa!

Hoje sou empecilho à beleza
Que conotas a teu habitat suspenso
Sou antônimo e sou antítese...
Não sirvo mais.

Só os pardais, ao entardecer
Quando a ida do sol ofuscar seus olhos
Eles virão buscar agasalho
Não encontrarão e voarão indigentes,
Esses sentirão a minha falta, ninguém mais.

E ninguém teve coragem de lhes dizer que eu morri.

RAIMUNDO VITURINO

2012
FEV12 O casario se ergue e já não há espaço para árvores. FONTE: Google Street View. TRATO: Evaldo Brasil.


Comentários

Destaques

Arquitetura | Esquina de Bento Torres | AM

Registro | Alagamentos 2011 | CAPU*

Especial | Símbolos Municipais 3 | LG*

Registro | Alagamentos 2017 | CFCC*