Eu sou de um tempo... | Evaldo Brasil | Poema Provocação

(Terceiro tempo de um provocação entre amigos)*

Eu sou de um tempo...
em que um prego reciclava a única sandália de dedo
já hoje posso escolher entre a de dedo, a de arrasto, a fechada...

Eu sou de um tempo...
em que não se podia votar para governador ou presidente,
já hoje posso até pedir o impeachment

Eu sou de um tempo...
em que a feira livre era saqueada ano após ano pelo flagelo da seca e da fome
já hoje posso escolher entre alimentos

Eu sou de um tempo...
em que arroz e galinha era comida de festa ou domingo
já hoje é alimento diário

Eu sou de um tempo...
em que se levava pão com banana pra escola
já hoje a merenda se define por nutricionista

Eu sou de um tempo...
em que se usava sacolas de plástico pra levar caderno e livro à escola
já hoje se distribui kit escolar completo

Eu sou de um tempo...
em que o kichute só veio com a morte da conga – da qual escapava o dedo mindinho,
já hoje posso escolher entre tênis ou sapatos

Eu sou de um tempo...
em que a inflação beirava os 99% por mês,
já hoje não chega a 9% por ano e causa comoção

Eu sou de um tempo...
em que Esperança realizava uma grande obra a cada dois mandatos governamentais,
já hoje Reformas, Ginásios, Creches, UPA, IFPB, Vila Olímpica...

*Ver Ao contrário do que muitos pensam... http://www.muitospensamaocontrario.blogspot.com.br/2015/04/eu-sou-de-um-tempo.html

Comentários

Destaques

Arquitetura | Esquina de Bento Torres | AM

Registro | Alagamentos 2011 | CAPU*

Especial | Símbolos Municipais 3 | LG*

Registro | Alagamentos 2017 | CFCC*