C49-107 De como o bicho-preguiça fez o caminho do burro

I- Um burro brabo se emancipou do patrão/ E na fuga fez caminho mata a dentro/ Entre árvores robustas e arbustos fez rebento/ Legando sua história à nova geração/ Seus perseguidores seguiram sua trilha/ Em ziguezague fizeram mais de milha/ E ampliaram aquela rota com razão.
II- Em respeito ao acaso e à natureza/ Caçadores mantiveram mesma rota/ Caravanas não mexeram na marmota/ Pra muita gente o vai-e-vem era beleza/ E um estrangeiro depois de muito tempo/ Notou outros caminhos em contratempo/ Rotas paralelas infindáveis de leveza.
III- Por que, então, esse estranho roteiro/ Destoando da paisagem que se vê? Por que, então, nada se viu a fazer/ Para mudar esse caminho primeiro? Os mais velhos lhe contaram a história/ Pelo que ainda guardavam na memória/ Do burro brabo que deu o tom derradeiro.
IV- Como mudar se não se quiser mudança? Como fazer se não se vê necessidade? E quem a viu, parecendo por maldade,/ Se reuniu a outras forças em aliança. O tempo passa até que vira disputa/ E tudo passa, nada muda, vira luta/ Mas se renova, amadurece a esperança.
V- Não se muda por pura acomodação/ E o que se faz feito bicho-preguiça/ Não muda porta, só troca dobradiça/ Só se incomoda quem percebe lentidão/ Como a preguiça fez o caminho do burro/ Lentamente a resposta vem por sussurro/ Superando o escravismo de gratidão.
VI- E assim engatinha um novo processo/ Para acabar com o rateio entre poucos/ E se, aos gritos, alguns ficaram roucos/ Não percam fala, evitem retrocesso. Novos caminhos se abrem pela frente/ Se tortos ou retos, depende da gente/ Traçar o rumo para obter sucesso.
VII- E as curvas que marcam o tal caminho/ Das pegadas desse burro fugitivo/ É um sinal nem um pouco furtivo/ De um suposto monarca em domínio. Refazer é então a palavra de ordem/ Para evitar o caos, nova desordem, Pra que Esperança não volte para o ninho.
Evaldo Pedro da Costa Brasil (Em 19 de Outubro de 2008)

Comentários

Destaques

Arquitetura | Esquina de Bento Torres | AM

Registro | Alagamentos 2011 | CAPU*

Especial | Símbolos Municipais 3 | LG*

Registro | Alagamentos 2017 | CFCC*