Passatempo

A espera desespera ansioso
E ansioso não espera ocasião
O paciente apascenta ansioso
E o ansioso se faz presa da razão

O mistério mistifica ardiloso
E ardiloso não ministra delação
A delação apazigua ardiloso
E o ardiloso se faz presa da razão

A fôrma formaliza ocioso
E ocioso não formula petição
A petição incomoda ocioso
E o ocioso se faz presa da razão

O pavio apavora belicoso
E belicoso não belisca pavilhão
O pavilhão se apresenta belicoso
E o belicoso se faz presa da razão

A força fortalece mentiroso
E mentiroso não ministra reação
A reação reprimenda mentiroso
E o mentiroso se faz presa da razão

O amor se faz bem mais primoroso
E primoroso não se rende, contrição
O ser presente vivifica primoroso
E primoroso se faz prece e oração.

Evaldo Pedro Brasil da Costa
(Entre 3 e 4 de Fevereiro de 2005)

Comentários

Destaques

Arquitetura | Esquina de Bento Torres | AM

Registro | Alagamentos 2011 | CAPU*

Especial | Símbolos Municipais 3 | LG*

Personagem | Bispo Francisco Menino | BJTH*