O Rosário do Povo Criacionista I

CORDEL 49.40
(O verdadeiro nome da gente é o apelido que nos chama)

{A criatividade popular entre o agito e o carinho. Apelido, apodo, alcunha: [al-kunya(t), árabe]: designação que se junta ao nome ou ao sobrenome de alguém. Cognome geralmente depreciativo que se põe a alguém, e pelo qual fica sendo conhecido, tirado de alguma particularidade física ou moral.*}

I
O verdadeiro nome da gente
É o apelido que nos chama
Entre amigos é carinhoso
E na família que nos ama.
Mas quando um agente irrita
Com uma zombaria e agita
Cai no gosto e ganha fama.

II
Nosso povo é muito fértil
Cria tudo que é apelido
E se a gente não esquenta
Nunca vai virar moído.
E a alcunha, má, demente,
Se some e rapidamente a
Novo nome é promovido.

III
Desde cedo eu fui Valdim
Vavá nem sei quem criou
Entre amigos era Corróh
E Mestre só me valorizou.
Fui Vito, Vavito e Ovaldo
Luciano engrossou o caldo
Mas assim só ele chamou.

IV
Cientista, eu já fui também,
Xacangai, já me chamaram,
Cabelo-de-bombril caiu bem
Vavaca, logo ignoraram,
Vitim foi por pouco tempo,
Assim, seguindo exemplo,
De Santantonho me trataram.

V
Chicola divido com um amigo
Marcone é Chicola também
De um palhaço trouxe um bom
Sendo assim está tudo bem.
Sou Dudu, Vado e Amarelin
Sou Tivá, Seu-vavá e Miduim
Mas o Brasil é o porém.

VI
De Santo-dumont a Borat
Já fui Pedim e Minervino
O Biul até virou confraria
E do PT continuo menino.
Se o apelido ajunta ao nome
Eu já mudei de sobrenome
Evaldo Brasil ficou foi fino.

VII
Registrei primeiro os meus
E de outros tantos falarei
Espero que, ao fazer a lista,
Não infrinja nenhuma lei,
Sem a ninguém provocar
Somente pra se registrar
Nos anais, onde nem sei.

* Outros exemplos de criatividade:
Piriquito-bejoquero, criado por Val-da-barraca;
Visconde, por Ruth Christina; e
Reggaval, por Allan Johnatas.

Evaldo Pedro Brasil da Costa
(31 de Março de 2008)

Comentários

  1. Ti-val... Apesar das novas mídias e da influência que elas exercem sobre os jovens, bem que eu prefiro livros.
    "Tome doutor... Faça do livro 'um homem educado'" (SOL: Badiva, p. 63). E inclua neste seu compêndio, que pode até ser uma coletânea de autores esperancenses, as suas sátiras e repentes.

    Um forte abraço, com estima e alta consideração ao maior poeta da atualidade!

    Só não deixe que a inquisição queime os nossos livros!

    Rau Ferreira
    Blog: "História Esperancense"
    http://historiaesperancense.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Destaques

Arquitetura | Esquina de Bento Torres | AM

Registro | Alagamentos 2011 | CAPU*

Especial | Símbolos Municipais 3 | LG*

Personagem | Bispo Francisco Menino | BJTH*