C49-134 Paixão de Cristo 2010 IV


De quando o Judas morreu IV
(Deus estava por perto pra que tudo desse certo)

I
Era grande a expectativa
Para a sexta da paixão
Nesse dia, com razão,
Havia luz primitiva:
Deus estava por perto
Pra que tudo desse certo
Para toda a comitiva.

II
A maquiagem reforçada
A TV de prontidão
Era grande a multidão,
Nessa noite tão esperada
Deus estava por perto
Pra que tudo desse certo
Depois da peça ensaiada.

III
Então comecei pensar
Por aquele calendário
Era meu aniversário
Quero me presentear?
Deus estava por perto
Pra que tudo desse certo
Fui sem medo atuar.

IV
Fiz a cena, emocionado
Sem temer esse calvário
Ou mesmo o prontuário
Da morte em atestado
Deus estava por perto
Pra que tudo desse certo
Perante o bem esperado.

V
Brinquei com o Caifás
Admirei um Nicodemos
Diante do que pudemos
Sorri ao lado de Anás
Deus estava por perto
Pra que tudo desse certo
Até com um Padãnaz.

VI
Na hora do enforcamento
A luz durou bem acesa
A cena não era moleza
Só me vinha o pensamento
Deus estava por perto
Pra que tudo desse certo
Não haver um só lamento.

VII
Não quis ficar na plateia
Lá fui eu salvar Jesus
Aprendi com aquela cruz
E com a voz de Arimatéia
Deus estava por perto
Pra que tudo desse certo
Por aqui e lá na Judéia.

Evaldo Pedro da Costa Brasil
(Em 10 de Abril de 2010)

Comentários

Destaques

Arquitetura | Esquina de Bento Torres | AM

Registro | Alagamentos 2011 | CAPU*

Especial | Símbolos Municipais 3 | LG*

Personagem | Bispo Francisco Menino | BJTH*